O outsourcing, termo em inglês muito utilizado no mundo corporativo para fazer referência à terceirização, aqui falando especificamente sobre o Comércio Exterior, acontece quando uma empresa (X), seja ela pequena, média ou grande, opta por contratar uma outra empresa (Y), esta, por sua vez, especialista no meio, para assumir a responsabilidade técnica pelo departamento de Comércio Exterior. Esse movimento permite que a empresa (X) concentre seus esforços no objetivo do seu negócio e possa contar com uma empresa de referência (Y) para cuidar de um setor bastante técnico e sensível, a área de Comércio Exterior. A seguir exploraremos as vantagens do outsourcing do Comércio Exterior e os pontos de cuidado a serem considerados nessa decisão.

Por que investir no Outsourcing, na terceirização do seu Comércio Exterior?

A principal vantagem, talvez, esteja no fato de que você passaria a contar com uma empresa (inteira e não somente um ou outro profissional) especializada exclusivamente nesse setor. Isso pode:

  • Ampliar a segurança das operações;
  • Melhorar a qualidade das operações;
  • Diminuir o risco das operações;
  • Diminuir o custo das operações, em função do aumento da eficiência e da produtividade.

Os aspectos acima explorados, beneficiariam especialmente àquelas empresas que tenham operações de importação ou exportação, regulares ou não. Entretanto, é importante lembrar que o Comércio Exterior vai além das operações. A terceirização do Comércio Exterior também pode incluir atividades de gestão que mensurem a qualidade das negociações internacionais, das análises de conjuntura, do monitoramento da concorrência no exterior, do câmbio, das estratégias financeiras no exterior seja na obtenção de crédito ou na mensuração dos riscos de futuras operações de importação e exportação, na estruturação de projetos de internacionalização e assim por diante.

Nesse contexto, o outsourcing, ou a terceirização do Comércio Exterior não precisaria ser necessariamente de cunho operacional. É importante expandir a visão nesse sentido. PMEs podem ter demandas mais profundas e a terceirização, se bem feita, pode ser, para além de um compromisso operacional, um braço forte e bastante estratégico na expansão desses negócios em crescimento. No caso de grandes empresas, é mais comum que a terceirização seja feita em segmentos mais operacionais (como nas áreas de desembaraço aduaneiro, logística, importação e exportação).

Existem terceirizações negociadas para médio e longo prazos, mas existem também terceirizações pontuais. No caso da terceirização do Comércio Exterior, ambas as possibilidades estão à mesa. Digamos que você tenha uma PME e eventualmente precise importar ou exportar. Você poderia manter um acordo legal com uma empresa especializada em Comércio Exterior de sua confiança, sem custos mensais, e contar com ela pontualmente, somente quando essa demanda surgisse. Ou seja, você teria a segurança de contar com profissionais de Comércio Exterior de alto padrão, disponíveis para o seu negócio somente quando você precisasse, quando houvesse demanda, e não o tempo todo, o que poderia ser impraticável financeiramente para uma PME.

Em quaisquer cenários, fica a recomendação de que a empresa que opte pelo outsourcing do Comércio Exterior, sobretudo as médias e grandes, tenham pelo menos um profissional de Comércio Exterior mais senior, para gerir um SLA (termo muito comum no ambiente corporativo para a mensuração do nível de serviço de um prestador) e acompanhar a qualidade das entregas e dos processos construídos respeitando as legislações vigentes no Brasil e no exterior.

A Braver é referência em Comércio Exterior e Relações Internacionais. Somos a única empresa do setor na América Latina a aplicar inteligência artificial em projetos de internacionalização. Nossa atuação é bastante abrangente. Entre em contato com um Gerente de Projetos e compartilhe suas ideias conosco.

Author

A Braver é uma empresa de classe mundial especializada em Comércio Exterior e Relações Internacionais. Autoridade em trading, importação, exportação, outsourcing, internacionalização, branding, otimização tributária e projetos internacionais de alto desempenho.