Você conhece os produtos químicos que compõem cosméticos convencionais como o batom, a loção, o shampoo ou o creme de barbear? Você sabia que muitas dessas substâncias estão ligadas ao câncer e aos distúrbios hormonais? Sua pele absorve 60% do que você coloca sobre ela. Pensando nisso, o Breast Cancer Prevention Partners, uma organização americana sem fins lucrativos, tem trabalhado para tirar químicos tóxicos de cosméticos convencionais e de produtos voltados ao cuidado pessoal.

Tome cuidado com:

  • Cosméticos convencionais anti-envelhecimento. O politetrafluoroetileno – PTFE é usado em alguns produtos anti-envelhecimento e, pode estar contaminado com ácido perfluorooactanóico – PFOA, um possível carcinógeno. A exposição a estes compostos está associada à menstruação tardia, posterior desenvolvimento mamário e maior incidência de câncer de mama.
  • Esmaltes. Os ftalatos são encontrados em esmaltes e fragrâncias. A exposição ao ftalato está ligada à puberdade precoce em moças e, por isso, um fator de risco para o câncer de mama.
  • Cremes, loções e pomadas. Os parabenos são um grupo de compostos amplamente utilizados como conservantes em cremes, loções, pomadas e outros cosméticos. Eles são absorvidos pela pele. Alguns parabenos são conhecidos como disruptores hormonais.
  • Shampoos. A substância 1,4-dioxano é a responsável pela espuma dos shampoos adultos e infantis. De acordo com o Programa Nacional de Toxicologia dos Estados Unidos e da Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer, esse químico é um contaminante cancerígeno.
  • Filtro Solar. Vários filtros UV utilizados em cosméticos podem ter propriedades de destruição hormonal, incluindo benzofenona, homosalato e octinoxato. Essas substâncias químicas são utilizadas em uma variedade de produtos de cuidados pessoais (shampoos, protetores solares, batom, esmalte e cremes para a pele).
cosméticos naturais, veganos e orgânicos
Você tem o poder de pressionar a indústria de cosméticos convencionais. Decida por não consumir produtos que contenham substâncias químicas nocivas à saúde.

O que fazer?

  • Leia os rótulos dos ingredientes. É perfeitamente legal utilizar ingredientes ligados ao câncer, distúrbios endócrinos e danos reprodutivos em produtos de higiene pessoal, cosméticos, produtos de limpeza e embalagens de alimentos.
  • Se você não sabe o que está nele, não use. As lacunas de rotulagem permitiram que as empresas evitassem divulgar ingredientes nos rótulos de produtos de limpeza domésticos, embalagens de alimentos e produtos para cabeleireiro. Procure comprar de empresas comprometidas com a divulgação completa de ingredientes.
  • Evite a fragrância em tudo o que puder. Fragrância é um coquetel de ingredientes, e cada fragrância pode incluir dezenas de substâncias químicas potencialmente nocivas. Evite comprar e usar produtos com fragrância.
  •  Cuidado com o marketing. Alguns produtos são projetados para parecerem naturais e eco-friendly. A chamada “lavagem verde” é a utilização de palavras como “natural” e “seguro” em rótulos e embalagens, mesmo sem base técnica ou científica. Desconfie de produtos químicos na cor rosa. Eles contêm substâncias químicas ligadas ao câncer.
  • Prefira cosméticos naturais, veganos e orgânicos. Cosméticos naturais são compostos por 95% de ingredientes naturais e 5% de orgânicos. Os cosméticos veganos, por sua vez, não possuem ingredientes de origem animal (como o mel e o colágeno) nem são testados em animais e recebem o selo internacional de cruelty free (já ouviu falar?). Os cosméticos orgânicos, assim definidos quando possuem, pelo menos, 95% de matérias-primas orgânicas, são livres de agrotóxicos e organismos geneticamente modificados. Não contém derivados de petroleo, silicones, corantes, tampouco substâncias químicas agressivas. Os cosméticos orgânicos são, ainda, ricos em nutrientes, protegem contra o envelhecimento prematuro, são ótimos ao meio-ambiente e gentis à saúde da pele e dos cabelos.

Os cosméticos naturais, veganos e orgânicos já movimentam, juntos, US$9 bi em todo o mundo. As projeções indicam que em 2024, o mercado alcançará US$22 bilhões. Os Estados Unidos são os principais consumidores, seguidos do Japão, China e India. Na Europa, a Alemanha é o principal mercado.

A Braver é especialista na exportação de cosméticos naturais, veganos e orgânicos. É a biodiversidade brasileira transformada em tecnologia aplicada à saúde e aos cuidados pessoais.

Author

A Braver é uma empresa brasileira especializada em comércio exterior e relações internacionais. Pioneira na aplicação do conceito de sustentabilidade aos negócios internacionais. Autoridade em trading, importação, exportação, outsourcing, internacionalização, branding, otimização tributária e projetos internacionais de alto desempenho.