As inovações tecnológicas estão transformando todos os elos da agricultura no mundo, desde o semeio à mesa do consumidor. Nos países desenvolvidos, as operações agrícolas estão cada vez mais orientadas à experiência do consumidor e à eficiência, que passa, obrigatoriamente, pelo manejo sustentável. De acordo com a ONU, há 7.6 bilhões de pessoas no mundo. A projeção para 2050 é que sejamos 10 bilhões. O crescimento demográfico mundial, como não poderia deixar de ser, gerará um aumento na demanda por produtos agrícolas, sobretudo, na busca por proteínas, frutas e vegetais. Acompanhe, a seguir, as principais tendências do agronegócio no mundo e veja como esse movimento pode impactar seus negócios.

A sustentabilidade no Agronegócio. Um terço de todos os alimentos produzidos – cerca de 1.3 bilhão de toneladas – é perdido ou desperdiçado, enquanto 795 milhões de pessoas passam fome. Felizmente, há uma crescente demanda por produtos orgânicos, cadeias varejistas sustentáveis ​​e compromissos com zero desmatamento e desperdício. Os consumidores do milênio desaprovam todo tipo de descuido (com as pessoas, os animais e a natureza) e nutrem um consumo mais responsável. Esse comportamento tende a se fortalecer ao longo dos anos, mesmo entre as gerações futuras, e pode reduzir os desperdícios em todo o mundo.

A agricultura de precisão. Os avanços no segmento de analystics e a engenharia robótica aplicada ao campo, podem ajudar a enfrentar a crescente demanda global por alimentos e a impulsionar a chamada revolução agrícola. A robótica tem sido estudada no sentido de que sua aplicação seja viabilizada em toda a cadeia de valor do agronegócio, do plantio à colheita, incluindo o processamento e a logística. A John Deere, por exemplo, investiu recentemente US$ 305 milhões para adquirir a Blue River, uma startup que faz robôs capazes de identificar plantas indesejáveis ​​e pulverizá-las com herbicida de alta precisão, reduzindo os custos com insumos e aumentando a eficiência.

Sensoriamento remoto. Técnicas que vão de sensores a drones e imagens de satélite, estão permitindo que os agricultores vejam suas culturas de múltiplas perspectivas. Por meio da internet das coisas (IoT), esses profissionais podem visualizar e extrair informações atualizadas do campo, a partir de qualquer lugar com conexão à internet, com precisão e cadência. Vale lembrar que muitos estabelecimentos também já fazem uso de machine learning, em todo o mundo, para melhorar a gestão agrícola e prever o desempenho operacional.

Blockchain. Recentemente, uma das maiores tradings de commodities do mundo uniu forças a outras gigantes do setor para concluir a primeira transação blockchain de commodities do setor agrícola. O protótipo foi usado para executar uma transação de remessa de soja dos Estados Unidos para a China. Sem papeis, a transação de soja foi concluída cinco vezes mais rapidamente, aumentando a transparência, rastreabilidade e eficiência ao longo da cadeia.

A agricultura está passando por uma grande transformação em todo o mundo. Esse movimento constroi dinâmicas difíceis de prever. Fato é que investidores internacionais já alocaram mais de US$ 700 milhões em empresas de tecnologia para o agronegócio no mundo todo.

Se você atua no campo, fique por dentro do que acontece no mercado internacional, profissionalize sua gestão por meio da importação de tecnologia agrícola e alavanque seus resultados.

Author

A Braver é uma empresa brasileira especializada em comércio exterior e relações internacionais. Pioneira na aplicação do conceito de sustentabilidade aos negócios internacionais. Autoridade em trading, importação, exportação, outsourcing, internacionalização, branding, otimização tributária e projetos internacionais de alto desempenho.